Após tentar suicídio na prisão, goleiro Bruno afirma: “Deus não permitiu que eu me matasse” - Rádio Arara FM 87,9

Após tentar suicídio na prisão, goleiro Bruno afirma: “Deus não permitiu que eu me matasse”

goleiro-brunoPreso em Contagem (MG), onde cumpre pena de 22 anos de prisão pelo assassinato da modelo Eliza Samúdio, o goleiro Bruno Fernandes revelou recentemente que tentou se matar em sua cela. Em entrevista à revista Placar, Bruno afirma que só está vivo porque Deus não permitiu que sua tentativa de suicídio se concretizasse.
Durante a entrevista, em que também falou que pretende voltar a atuar no futebol, ele contou como foi que tentou se matar.
“Amarrei o lençol na ventana, que é alta, coloquei no pescoço e saltei. Mas a corda arrebentou e eu caí no chão. Olhei para o lado e tinha uma bíblia, que um policial tinha me dado ainda no Rio de Janeiro. Foi Deus que não permitiu que eu me matasse”, relatou Bruno.
O ex-goleiro do Flamengo se considera evangélico e recebeu a Bíblia em questão de uma policial evangélica quando estava sendo transferido para Contagem em Minas Gerais, e desde então se manteve sempre junto a ela. Durante o julgamento, que o condenou a 22 anos de reclusão, o goleiro se apegou a essa Bíblia em meio as lágrimas.
Bruno já tinha assumido anteriormente para a Rede Record que havia tentado o suicídio. “Primeiramente, pedi perdão a Deus… Eu peguei o lençol e amarrei o lençol na janela, e me joguei. Eu fiquei pendurado ali mais ou menos, uns dez a quinze segundos e arrebentou a corda. Aí eu caí, peguei uma Bíblia, e poxa… ‘Eu não posso fazer isso. Como é que eu posso dizer que sou temente a Deus fazendo uma coisa dessa?’”, disse ele na ocasião.
Por Dan Martins e Renato Cavallera
Fonte: Bananeiras Online com Gospel+
Share on Google Plus

About Sejam bem vindos à Rádio Arara FM

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.