Messi decide de novo e se vinga da Nigéria em Porto Alegre - Rádio Arara FM 87,9

Messi decide de novo e se vinga da Nigéria em Porto Alegre


(Pedro Ugarte/AFP)
(Pedro Ugarte/AFP)
Na África do Sul, em 2010, Lionel Messi encarou Vincent Enyeama pela primeira vez e foi ofuscado por lindas defesas do goleiro nigeriano. No reencontro, quatro anos depois, o argentino teve sua sonhada vingança. Em um Beira-Rio completamente lotado por argentinos, os bicampeões do mundo passaram pela Nigéria por 3 a 2 com dois gols do craque. O nigeriano Ahmed Musa, bem que tentou roubar o protagonismo de Messi, com outros dois belos gols. No entanto, o lateral-esquerdo Marcos Rojo completou a festa argentina e deu aos sul-americanos a liderança do Grupo F. Nas oitavas de final, a Argentina irá enfrentar o segundo colocado do grupo E (provavelmente Suíça ou Equador). Apesar da derrota, a Nigéria também se classificou, graças a vitória da Bósnia sobre o Irã, e deve enfrentar a França na segunda fase. Com quatro gols em três partidas, Messi alcançou o brasileiro Neymar na artilharia da Copa do Mundo, um dia depois de completar 27 anos.
O show do argentino em Porto Alegre começou de forma eletrizante. Logo aos dois minutos, Angel Di María recebeu ótimo passe de Javier Mascherano e bateu forte. A bola bateu na trave e sobrou para Messi, que em seu primeiro chute, estufou as redes de Enyeama. Mas quando os argentinos ainda celebravam a magia de seu craque, a Nigéria empatou na jogada seguinte. Ahmed Musa recebeu na área, cortou Pablo Zabaleta e bateu com categoria no canto de Sergio Romero. O jogo ficou equilibrado e a Argentina só voltou a assustar os africanos aos 30 minutos, em chute de longe de Di María, muito bem defendido por Enyeama.
Lance no jogo entre Nigéria e Argentina no Beira Rio, em Porto Alegre
Lance no jogo entre Nigéria e Argentina no Beira Rio, em Porto Alegre – Ricardo Corrêa
No fim da primeira etapa, porém, Messi provou que estava realmente disposto a se vingar de Enyeama. Primeiro, o craque arriscou em cobrança de falta, de muito longe, aos 43 minutos. Assim como fez na África do Sul, o goleiro nigeriano foi buscar no ângulo. Na tentativa seguinte, porém, não teve jeito: Messi cobrou falta com enorme categoria e Enyeama não teve tempo de reagir. O jogo, no entanto, estava longe de ser resolvido.
Logo aos dois minutos da segunda etapa, Musa voltou a se aproveitar de uma bobeada da defesa argentina. O atacante nigeriano recebeu ótimo passe de Emmanuel Emenike e apenas deslocou Romero com um chute preciso no canto direito do goleiro. A Argentina, no entanto, precisava sustentar o primeiro lugar do grupo e chegou ao triunfo graças a outro de seus destaques neste Mundial. O lateral-esquerdo Marcos Rojo foi ao ataque e, de joelho, desviou a bola para o gol, aos cinco minutos.
Pouco depois, Messi deixou o gramado, preservado pelo técnico Alejandro Sabella para a segunda fase. Naturalmente, o camisa 10 recebeu uma verdadeira ovação do público no estádio do Inter. A Nigéria, porém, chegou perto do empate em chutes perigosos de Ambrose e Emenike. Enyeama ainda teve tempo de salvar belos chutes de Di María, mas desta vez, o goleiro não deixou o estádio como herói.
Assim como fez nas duas primeiras partidas, a Argentina mostrou graves deficiências defensivas, mas compensou graças ao talento de Messi. Desta vez, porém, a euforia dos torcedores foi ainda maior: além dos cerca de 40 mil presentes no Beira-Rio, uma verdadeira multidão de argentinos lotou a Fan Fest da Fifa em Porto Alegre. A próxima parada dos fanáticos será em Brasília, na próxima segunda feira.
Fonte: Veja
Share on Google Plus

About Sejam bem vindos à Rádio Arara FM

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.